segunda-feira, 1 de junho de 2015

Veja como foi nosso encontro de maio!





Por Heloisa Reis e Victor de Andrade Lopes




Nosso encontro começou com a brilhante apresentação do violonista Gugo Mouro, que também é baixista da banda de heavy metal Pandora101. Seu setlist incluiu peças como "Society", do Eddie Vedder; "The Man Comes Around" e "Solitary Man", do Johnny Cash; "Regra Três", do Vinicius de Moraes; "Dust in the Wind", do Kansas; "Soldier of Fortune", do Deep Purple; "Turn the Page", do Metallica; "Fiddler on the Green", do Demons and Wizards; "On the Road Again", de Willie Nelson; e até uma inusitada versão acústica do hit eletrônico "Wake me Up", do Avicii.


A palestra que se seguiu, sob o tema "Que mundo pretendemos deixar para nossos filhos?", abandonou novamente o jeitão de palestra para dar lugar a uma agradável e democrática conversa, cuja conclusão, curiosamente, resultou num compromisso.

Após muitos relatos de atividades ambientalistas com Projetos em Piracicaba, o engenheiro agrônomo Antonio Cláudio Sturion Jr. nos fez refletir sobre as implicações de nossas percepções dos problemas lixo, desmatamento e outros e como a desunião entre as diversas entidades atuantes contribui para a dificuldade de soluções. 

Seus relatos tocaram em questões cruciais para todas as regiões metropolitanas como a dos rios que vêm sendo usados como canais de esgoto, a dos desmatamentos que privilegiam as especulações imobiliárias e todas as demais ações que demonstram um total desrespeito para com todas as espécies de vida. A essência de sua mensagem foi a de que apesar da grande distância entre o poder constituído e a sociedade civil pode-se transpô-la com informação e ação.

Ao final, as ideias foram condensadas na proposta do palestrante de nos encontrarmos novamente em um ano – em Maio de 2016 para realizar uma ação real de interferência na realidade. A sugestão é a formação de um grupo de pessoas e entidades interessadas em obter mudas de espécies da mata nativa da região para que sejam plantadas no retorno do km 26 da Rodovia Raposo Tavares . Forma-se então o grupo Conexão Plantar, coordenado pelo MDGV.

Nenhum comentário: